Home Mundo

0 593

Público.pt
Grécia vai ter de reforçar medidas de austeridade e privatizar ainda
Público.pt
Para além de ter de aprovar já até quarta-feira várias medidas importantes no parlamento, Alexis Tsipras comprometeu-se a reforçar a austeridade e as reformas quando negociar o programa de resgate com a troika. E só depois, haverá lugar a …
"Escolha corajosa" de Tsipras e "histórica decisão" da EuropaDiário de Notícias – Lisboa
Hollande elogia "escolha corajosa" de Tsipras e "histórica decisão RTP
Já há acordo e Grécia vai ficar no euroJornal de Notícias
Económico -Paraná-Online
all 151 news articles »

World – Google News

0 612

Diário de Notícias – Lisboa
Obama e Merkel mostram-se aliados na reunião do G7
Diário de Notícias – Lisboa
O Presidente norte-americano e a chanceler alemã apresentaram-se hoje como amigos e aliados, apesar das “diferenças de opinião” que, segundo a líder alemã, pode haver entre os dois países. “Apesar das nossas diferenças de opinião, os Estados …
Obama pede que G7 enfrente a agressão russa na UcrâniaGlobo.com
Obama e Merkel demonstram harmonia na BavieraNOTÍCIAS | DW.DE
Obama diz a G7 para enfrentar agressão russa na UcrâniaDCI
Terra Brasil -TVI24
all 61 news articles »

World – Google News

0 741

O Conselho de Administração do banco Santander elegeu, por unanimidade, Ana Patricia Botín presidente da instituição financeira, após a morte de seu pai, Emilio Botín, na noite de terça-feira. O banco informou nesta quarta-feira a decisão à Comissão de Valores Mobiliários espanhola.

“A comissão de nomeações e atribuições considerou que Ana Botín é a pessoa mais idônea, dadas suas qualidades pessoais e profissionais, sua experiência, sua trajetória no grupo e seu unânime reconhecimento nacional e internacional”, diz a nota.

No informe, Ana Botín agradeceu “a confiança do conselho de administração” num momento “tão difícil” para sua família. “Assumo com total compromisso minhas novas responsabilidades”, disse a nova presidente do Santander.

O Santander do Reino Unido disse que seu conselho se reunirá na próxima semana para escolher um novo presidente-executivo após Ana Botín, que chefiava o braço britânico do banco, ter sido escolhida para presidir o Conselho do Grupo.

O banco britânico do Santander disse que Nathan Bostock, seu vice-presidente, que entrou para o banco no mês passado, será responsável por supervisionar as operações e a estratégia na fase de transição. Bostock é considerado o favorito para suceder Ana Botín como chefe no Reino Unido.

Emilio Botín 

Um dos homens mais poderosos da Espanha e que transformou o Santander de um pequeno banco doméstico no maior banco da zona do euro, Emilio Botín morreu, na noite de terça-feira, de um ataque cardíaco, aos 79 anos.

Emilio Botín, chamado de “El Presidente” pelos colegas de trabalho e terceiro da geração Botín a comandar o Santander, esteve à frente da investida para criar um banco global, oferecendo serviços múltiplos a empresas multinacionais e uma gama de serviços aos consumidores.

Ele dirigiu seu olhar afiado para negócios para divulgar a marca do Santander ao redor do mundo, somando 1,4 trilhão de euros (US$ 1,8 trilhão) em fundos e cerca de 200 mil funcionários.

“Ele foi um homem capaz de fazer o Banco Santander se tornar o banco mais importante de nosso País”, afirmou o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, a jornalistas no Parlamento. ”Eu tive uma reunião com ele na semana passada e ele estava bem e em boa forma. Foi uma surpresa e um golpe.”

Emilio esteve em julho deste ano no Brasil. Na ocasião, o então presidente disse, durante um evento no Rio de Janeiro, que um informe do banco que relacionava a melhora da presidente Dilma Rousseff (PT) nas pesquisas de intenção de voto à presidência com uma piora na economia não expressava a opinião da instituição.

Emilio também afirmou que o material tinha sido produzido por um analista sem consultar a direção do banco.


World – Google News

0 745
O Serviço Sismológico Nacional do país informou que o terremoto ocorreu às 9h27 no horário local com o epicentro na região marítima 40 quilômetros ao sul da cidade de Petatlan, no Estado de Guerrero. Além disso, até as 2h30, foram registrados 76 sismos secundários.Segundo dados mais recentes, no Estado de Guerrero, cerca de cem casas foram danificadas. Na Cidade do México, capital do país, alguns prédios sofreram prejuízos. Porém, não há registros de vítimas.

(tradução: Shi Liang  revisão: Luiz Tasso Neto)


World – Google News

0 887

O primeiro de cinco avi�es que procuram, esta sexta-feira, os destro�os do avi�o da Malaysia Airlines, no oceano �ndico, regressou � base sem ter encontrado qualquer sinal do Boeing. O voo MH370 desapareceu h� quase duas semanas, com 239 pessoas a bordo.

foto�GREG WOOD / AFP
Buscas do avi�o desaparecido concentram-se na zona "mais inacess�vel da Terra"
Quebra-gelo chin�s Xue Long de Fremantle Harbour, na Austr�lia, para ajudar nas buscas no �ndico

Apesar das boas condi��es atmosf�ricas, a primeira aproxima��o do dia � zona onde os sat�lites australianos fotografaram dois objetos, a mais de 2500 quil�metros de Perth, na costa oeste da austr�lia, foi infrut�fera.

Esta sexta-feira, o primeiro-ministro australiano Tony Abbott justificou a decis�o de avan�ar com as buscas no local, dizendo que a Austr�lia deve isso aos familiares dos passageiros desaparecidos. “Dar-lhes informa��o o mais rapidamente poss�vel a partir do momento em que a tivermos. Foi isso que fiz, ontem, no Parlamento”, disse Abbott.

O primeiro-ministro australiano deixou, no entanto, um aviso quanto � possibilidade de os dois objetos detetados poderem n�o estar relacionados com o avi�o desaparecido. “Pode ser apenas um contentor que tenha ca�do de um navio”, disse. “N�o sabemos”.

O primeiro-ministro australiano avan�ou, hoje tamb�m, a hip�tese de os destro�os avistados no domingo terem afundado. “Alguma coisa que tivesse a flutuar h� tanto tempo pode j� n�o estar a flutuar”, disse Abott aos jornalistas.

“Trata-se da zona mais inacess�vel que possam imaginar na Terra, mas se os destro�os estiverem l� n�s vamos encontr�-los”, garantiu o primeiro-ministro australiano.


World – Google News

0 766

Acidente teve lugar durante as férias de natal da chanceler alemã na estância suíça de Engandin

Angela Merkel

Angela Merkel
D.R.

06/01/2014 | 12:45 | Dinheiro Vivo

Depois do grave acidente sofrido pelo antigo campeão de fórmula um, Michael Schumacher, foi agora a vez da chanceler alemã cair a praticar a esqui, embora as consequências sejam menos graves.

O acidente teve lugar durante as férias de natal de Angela Merkel, na estância suíça de Engandin, mas foi revelado somente esta segunda-feira pelo seu porta-voz.

“Ela caiu enquanto praticava esqui em cross-country. Pensamos que o acidente foi a uma baixa velocidade”, disse Steffen Seibert citado pela agência Reuters.

Além das nódoas negras, a líder da maior economia europeia foi diagnosticada com uma fratura incompleta na pélvis, o que irá obrigá-la a reduzir a sua agenda para as próximas três semanas. Os médicos aconselharam Angela Merkel a descansar, proibiram viagens de avião e para se deslocar é necessário usar canadianas.

A sua deslocação à Polónia já foi cancelada, assim como várias reuniões em Berlim que iriam ter lugar nos próximos dias, incluindo a recepção ao novo primeiro-ministro luxemburguês, Xavier Bettel.

O porta-voz rejeitou a possibilidade da chanceler poder estar presente no Fórum Económico Mundial de Davos que vai ter lugar entre 22 e 25 de janeiro na Suíça, mas sublinhou que isso deve-se a incompatibilidade de agenda, devido a decorrer um encontro do governo alemão no mesmo período, e não ao acidente.

A chanceler alemã tomou posse em dezembro para a sua terceira legislatura após quase três meses de negociação para encontrar um parceiro de coligação para o governo.

Michael Schumacher, antigo piloto de fórmula um e campeão do mundo por sete vezes, também sofreu um acidente de esqui no final de dezembro em França. Atualmente, encontra-se no hospital em estado crítico mas estável, após ter sofrido graves lesões na cabeça.


World – Google News

0 687
Egyptian military convoy arrives near Tahrir Square during the clasheO Egito criticou esta quinta-feira a decisão tomada pelos Estados Unidos de suspender parte da ajuda económica e militar ao governo egípcio na sequência da deposição do presidente Mohamed Morsi e repressão contra a Irmandade Muçulmana.A medida adotada pelos EUA suspende o fornecimento de tanques e aviões de combate, mas assegura o apoio a atividades de contraterrorismo. «A decisão foi errada. O Egito não se vai dobrar à pressão norte-americana e manterá o caminho para a democracia», disse o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Badr Abdelatty, em entrevista a uma rádio privada egípcia.

Os EUA anunciaram na quarta-feira que suspenderiam o envio de tanques, caças, helicópteros e mísseis, mas também 260 milhões de dólares em ajuda financeira. Washington pretende avaliar a situação depois da tomada do poder pelos militares.

O Egito é o segundo maior país a receber ajuda dos EUA, depois de Israel.


World – Google News

0 690

Malala «não fez nada» para merecer Prémio SakharovA ativista paquistanesa Malala Yousafzai «não fez nada» para merecer o Prémio Sakharo, afirmaram os talibãs paquistaneses que reiteraram as ameaças de morte contra a adolescente.

«Ela não fez nada. Os inimigos do Islão estão a dar-lhe este prémio porque ela abandonou a religião muçulmana para se converter à laicidade», afirmou, em declarações à agência noticiosa AFP, Shahidullah Shahid, porta-voz do Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP).

Estas declarações foram feitas via telefone a partir de um local não identificado.

O Parlamento Europeu (PE) anunciou hoje a atribuição do Prémio Sakharov, que reconhece personalidades que lutam contra a intolerância, o fanatismo e a opressão, à jovem paquistanesa de 16 anos.

A escolha foi feita por unanimidade pelos líderes dos grupos políticos do PE.


World – Google News

0 699

“O BE sempre combateu as benesses, todo o tipo de mordomias que aqueles que desempenham cargos públicos pudessem ter”, declarou aos jornalistas o líder do grupo parlamentar bloquista

O Bloco de Esquerda (BE) lembrou hoje que sempre combateu “mordomias” como as subvenções vitalícias, criticando o CDS-PP por querer agora tirar “da manga esta carta” para superar uma “semana negra”.

“O BE sempre combateu as benesses, todo o tipo de mordomias que aqueles que desempenham cargos públicos pudessem ter”, declarou aos jornalistas o líder do grupo parlamentar bloquista, Pedro Filipe Soares.

O deputado falava no dia em que o Diário Económico noticia que o Governo da maioria pretende cortar 15 por cento das subvenções vitalícias dos políticos, eliminadas em 2005, mas ainda válidas para os que já tivessem direito a elas anteriormente.

“Em 2005 conseguimos fazer parte daqueles partidos que apoiaram esta mudança legislativa, o que permitiu dar um avanço na qualidade da nossa democracia. É curioso que o CDS, o único partido que não fez parte deste movimento, é agora o que parece ser mais radical na proposta. É um artifício, é forma, não é conteúdo”, declarou Pedro Filipe Soares.

Antes, o vice-presidente da bancada do CDS-PP João Almeida defendeu, a título pessoal, a suspensão total das subvenções dos ex-políticos, considerando que um corte de 15% não é suficiente do ponto de vista ético.

“Entendo que esse esforço deve ser muito maior, entendo até que, do ponto de vista ético, não fazia sentido, neste momento, pagar qualquer subvenção a ex-políticos”, afirmou João Almeida.

*Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico


World – Google News

STAY CONNECTED